20/05/2013

Sara Craven - Viagem sem volta



UM DUELO DE AMOR...Um amor estranho, que a humilha e aprisiona. Seria isso o que Julia esperava, ao aceitar casar-se com o milionário grego?

'Vou comprar a Mansão Ambermere, e você terá de ser minha', disse Alexandros, inclinando-se e beijando-a nos lábios. Júlia queria dizer não, tentou resistir, manter os lábios cerrados, mas era uma luta que não podia ganhar. Alexandros, com sua sensualidade, a estava subjugando! Para obter o que desejava, ele não hesitou em raptá-la e levá-la para uma distante ilha do Pacífico. Prisioneira do amor, Júlia descobriu tarde demais que não conseguiria se livrar daquele grego belo, tirano, mas sedutor!

O QUE ACHEI:
Uma bonita história de amor, em que uma inglesa mimada e preconceituosa leva a pior, ao se embater com um grego de origem humilde, mas atualmente cheio da grana. Bem, como era de se esperar, os mocinhos dos romances ingleses e norte-americanos 'sempre' são ricos, milionários ou pelo menos, quando pobres, ficam ricos depois. Mas uma coisa é certa, os personagens jamais se igualam aos da nossa literatura, que retrata  muitas vezes a realidade feia e cruel de moradores da favela, dos cortiços, das ruas ou de casas humildes. É difícil, mas é verdade. Parece que, para romancistas e autores de bestsellers internacionais, o bacana é mostrar só o lado high society da vida. Ainda que esse lado seja o de uma minoria.



Voltando ao romance: Sara Craven gosta de infligir certo sofrimento aos seus personagens femininos, já notei, mas as histórias por isso mesmo, são muito superiores às de suas colegas.

A jovem inglesa loura e bonita como uma bonequinha sofrerá duros revezes nas mãos do ex-camponês grego (hoje um magnata). Ameaçada de perder sua linda e histórica mansão, ela se submete a um jogo cruel, quase... sádico. Não entendi bem essa linha de raciocínio da autora, uma vez que, se aquilo fosse real, Julia teria simplesmente ido à polícia, e o riquíssimo grego perderia não só a esposa, mas a liberdade. Ele comete, ali, três crimes (mas não vou dizer o que é, seria spoiler).

Para quem gosta de conflitos, é uma história boa, apesar dos pesares da pobre Julia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Os bons comentários são os alimentos dos blogs...