24/01/2013

Filme - Cisne Negro




Sinopse:
Beth MacIntyre (Winona Ryder), a primeira bailarina de uma companhia, está prestes a se aposentar. O posto fica com Nina (Natalie Portman), mas ela possui sérios problemas interiores, especialmente com sua mãe (Barbara Hershey). Pressionada por Thomas Leroy (Vincent Cassel), um exigente diretor artístico, ela passa a enxergar uma concorrência desleal vindo de suas colegas, em especial Lilly (Mila Kunis).

O QUE ACHEI: 

O COMPLICADO MUNDO DA DUPLA PERSONALIDADE E DA OBSESSÃO PELA PERFEIÇÃO

O filme traz à tona um suspense meio macabro, meio psicológico, meio sobrenatural (uma salada mista de temas), em que a personagen Nina (Natalie Portman), magérrima e obcecada pelo desejo de se tornar a "prima ballerina" da companhia de Thomas Leroy, vai fundo na sua loucura. Ela fica com o posto deixado por Beth (Winona Ryder), para interpretar a "Rainha dos Cisnes" no balé "O Lago dos Cisnes", mas suas inseguranças e medos acabam se transformando em entraves terríveis, a tal ponto que ela começa a enlouquecer.


O lado psicológico é enfocado quando se nota os cuidados excessivos de sua mãe, que já foi uma bailarina fracassada e hoje põe todas as suas esperanças na filha. A mãe cuida de Nina como se ela fosse uma meninazinha, e por essas e outras, a jovem encarna muito bem o papel do cisne branco. Mas e para interpretar o cisne negro? Nina conhece outra bailarina, Lilly (Mila Kunis), que - pelo suspense e cenas sugestivas - tudo leva a crer que poderá ficar com o papel do cisne negro... Nina vê na outra uma rival que ela deve superar, a qualquer custo... E aí é que as coisas se complicam. Lilly se aproxima de Nina, e numa certa altura do filme, há a insinuação de uma relação lésbica entre ambas... como se Lilly quisesse "seduzir" a ingênua Nina. E há a cena do sexo oral, meio chocante para os padrões dos filmes de suspense...

Enfim, o filme me pareceu bom, embora houvessem cenas desconcertantes e ficasse no ar, sempre, a pergunta: "Lilly realmente é a rival que Nina teme? Ou isso era apenas um delírio da bailarina insegura, ou o seu lado 'negro'"?


 Quem não assistiu, eu recomendo. O final pode até ser inesperado, mas vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente! Os bons comentários são os alimentos dos blogs...